(16) 3446-7008

Acesse o Sasepp

Sasepp

Acesso restrito

Whatsapp
27 nov 2020

Educação a Distância ganha força no Brasil

Foto: Agência Brasil

Hoje, dia 27 de novembro, Dia Nacional da Educação a Distância, o Ministério da Educação comemora os avanços do ensino on-line no Brasil. A educação por meios digitais inova e revoluciona as abordagens de aprendizado e, mais que isso, tem sido utilizada de maneira eficaz para promover a qualidade do ensino e a equidade educacional por permitir aos estudantes acessar informações, explorar diferentes domínios de conhecimento e criar novas habilidades, independentemente da localização.

Vale destacar que a tecnologia tem sido útil para ajudar os alunos e a comunidade acadêmica a lidar com as incertezas e mudanças rápidas da sociedade atual por conta do coronavírus.

Frente a essas mudanças no cenário global da educação, a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (SESu/MEC) tem buscado avançar no diálogo e em ações que tem como eixo central a expansão da educação superior no Brasil, por meio da modalidade de Educação a Distância (EaD), mantendo a equidade e a qualidade do processo educacional.

A SESu/MEC, entendendo a relevância de ações que contemplam a educação a distância, vem trabalhando, desde maio de 2020, no Plano de Expansão da EaD nas Instituições Federais de Educação Superior (IFES). Como objetivo principal, o projeto vislumbra ampliar o acesso e a permanência dos estudantes por meio da educação a distância e assegurar a qualidade da oferta. Mais do que isso, a iniciativa visa a ampliar, reestruturar e otimizar a oferta da educação a distância pela rede de IFES.

Projetos e avanços

Vale ressaltar que alguns projetos já estão no radar de ações da SESu/MEC, como o Alunos Conectados e o P&D. O Alunos Conectados foi elaborado a partir de consultas junto às Universidades Federais e Instituições da Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica para levantar informações atualizadas acerca das ações de assistência aos estudantes em vulnerabilidade socioeconômica. Assim, foi possível mapear a renda familiar per capita dos alunos, visando aos recursos para apoiar as ações e definir estratégias para ampliação da conectividade de modo a permitir a continuidade das atividades acadêmicas em meio às medidas de isolamento social.

Já o projeto P&D, consiste no auxílio de ações que visam à redução da evasão no ensino superior promovendo pesquisas e o desenvolvimento experimental de soluções baseadas em Inteligência Artificial para apoiar intervenções pedagógicas. A iniciativa prevê a definição de requisitos, análise e avaliação da efetividade das ações que consideram o cenário estrutural, organizacional e geográfico das instituições. Seis universidades federais (UFG, UFPA, UNIPAMA, UFERSA, UNIFEI e UFSCAR) participam do projeto-piloto com o objetivo de avaliar a efetividade dele.

Além dos projetos, as regras do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foram alteradas neste ano para permitir a oferta de vagas em cursos de Educação Superior na modalidade de EaD. Com isso, pela primeira vez desde a criação do Sisu, o processo seletivo para o segundo semestre de 2020 pôde contar com oferta de vagas para esses cursos.

Fonte: Governo do Brasil