(16) 3446-7008

Acesse o Sasepp

Sasepp

Acesso restrito

Whatsapp
18 maio 2022

Ensino Fundamental do Norte e Nordeste receberá investimento de R$ 1,2 bilhão

Foto: Freepik

Um investimento de R$ 1,2 bilhão. Esse é o valor que será destinado ao Programa Educa Mais Norte e Nordeste, uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC) em parceria com o Banco Mundial para mitigar os impactos da pandemia nas escolas, bem como acelerar e recuperar aprendizagens nessas duas regiões brasileiras.

O anúncio do investimento feito pelo ministro da Educação, Victor Godoy, aconteceu durante o maior evento latino-americano de educação voltado para gestores de escolas e instituições de ensino públicas e particulares: a Bett Brasil 2022. A feira foi realizada em São Paulo, entre 10 e 13 de maio.

De acordo com Godoy, os indicadores educacionais do Norte e Nordeste apresentam média deficitária em relação às outras regiões. “Esse programa não visa apenas transferir mais recursos para o Norte e para o Nordeste, mas visa fomentar e melhorar a capacidade daqueles municípios que têm mais dificuldades, que muitas vezes não conseguem acessar as políticas existentes. Não tem o ‘pessoal’ preparado para fazer seus planos pedagógicos, desenvolver seus produtos. Então, a nossa ideia, com esse programa, é reforçar a estratégia de reduzir essas desigualdades regionais.”, ressaltou o ministro.

O objetivo do projeto é apoiar os governos estaduais e municipais em duas frentes. A primeira delas diz respeito à recuperação das aprendizagens perdidas durante a pandemia no Ensino Fundamental. Outra frente é promover a resiliência na gestão educacional com foco nessa mesma fase de ensino.

As regiões Norte e Nordeste são compostas por 16 estados e 2.243 municípios, sendo 9 estados e 1.793 municípios no Nordeste e 7 estados e 450 municípios no Norte. De acordo com o Censo Escolar de 2021, serão beneficiados com o programa 18,6 milhões de alunos, 794 mil professores e mais de 82 mil escolas.

A previsão é que o Programa Educa Mais Norte e Nordeste seja implementado em cinco anos, com início previsto ainda para este ano de 2022 e término em 2026.

Para mais informações, acesse a página do Programa.

Fonte: Ministério da Educação